Compre Kit Vamos Plantar Adonis Vermelho na Loja do Jardim! - Clique aqui

 

Adonis Vermelho

A flor olho-de-faisão


 

Por: Rose Aielo Blanco*

 

Ficha da Planta


Nome Científico: Adonis aestivalis
Família : Ranunculaceae
Nomes Populares:  Adonis Vermelho, Olho-de-Faisão
Outros nomes: Pheasant's Eye
Origem: Europa
Ciclo de Vida: Anual
Altura: 30 a 50 cm
Cores: vermelha
Características: planta rústica, de fácil cultivo, produz belas flores num tom vermelho vivo.

 

Nativa da Europa, a Adonis aestivalis ou Adonis Vermelho acabou se espalhando também pelas Américas e norte da África. 

Trata-se de uma planta anual, que alcança em média de 30 a 50 cm de altura. No verão, produz flores com aparência delicada, na cor vermelha, que lembram bastante sua parente próxima – a anêmona – também da Família das Ranunculáceas.


A adonis vermelha necessita de muita luminosidade para florescer em abundância. O Ideal é garantir pelo menos 4 horas de sol por dia. Quanto ao solo, recomenda-se que a mistura contenha um pouco de areia, para que apresente boa drenagem. A planta requer solo úmido, mas sem encharcamento. O cultivo por meio de sementes é fácil e relativamente rápido.

O nome popular “adonis vermelho” surgiu em homenagem ao deus grego Adonis, que é constantemente vinculado a mitos vegetais e agrícolas.


Conta-se que o nascimento de Adônis foi fruto de relações incestuosas entre Mirra e seu pai Téias, rei da Assíria, que enganado pela filha, com ela se deitou. Depois, ao perceber a trama, Téias quis matá-la e Mirra pediu ajuda aos deuses, que a transformaram então na árvore que tem seu nome.


Da casca dessa árvore, nasceu Adônis. Maravilhada com a extraordinária beleza do menino, Afrodite tomou-o sob sua proteção e entregou-o a Perséfone, deusa dos infernos, para que o criasse.


Mais tarde as duas deusas passaram a disputar o amor do jovem rapaz, e tiveram que submeter-se à sentença de Zeus. Este estipulou que ele passaria um terço do ano com cada uma delas, mas Adônis, que preferia Afrodite, permanecia com ela também o terço restante.


Nasce desse mito a idéia do ciclo anual da vegetação, com a semente que permanece sob a terra por quatro meses.


Afrodite e Adônis se apaixonam, mas a felicidade de ambos é interrompida quando um javali violento fere mortalmente o rapaz, a mando de Ares, amante de Afrodite, que vingava-se por ter sido traído. Para compensar a tristeza causada pela perda do amante, Afrodite transforma o sangue do amado numa flor chamada anêmona.
Surgiram também os festivais anuais em honra de Adônis. Durante os rituais fúnebres, as mulheres plantavam sementes de várias plantas floríferas em pequenos recipientes, chamados "jardins de Adônis".


A Adonis aestivalis  remete-se a este mito, por sua semelhança com anêmonas – ambas da mesma Família das Ranunculáceas, a qual pertencem também as peônias e os ranúnculos.

 

 

 

Curiosidade:
Em alguns locais, a adonis vermelha é considerada uma planta medicinal, além de ornamental. Embora as flores sejam usadas popularmente como laxante, diurético e cardiotônico, recomenda-se muita cautela com o uso, pois há relatos que atestam a presença de princípios tóxicos que, mesmo em quantidades pequenas, podem trazer algum desconforto. Além disso, sabe-se que a planta é famosa por ser venenosa para cavalos.

 

 

* Rose Aielo Blanco é jornalista, escritora e editora do www.jardimdeflores.com.br

 

 

Onde encontrar: Kit Vamos Plantar Adonis Vermelho está à venda na www.lojadojardim.com

 


 


© Todos os direitos reservados.                                            Contato   Vídeos     Sobre Nós                                                         Visite a Loja do Jardim