Chás e produtos naturais estão à venda na www.lojadojardim.com

 

 

Salsa pode mesmo "afinar" sangue, diz estudo


Salsa (Petroselinum sativum)

Vem da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) mais um motivo para comer salsa. A erva, além do tradicional aroma, também pode funcionar contra a trombose, mostram pesquisas feitas pela pesquisadora Russolina Zingali. "Em testes in vivo [em animais], o extrato de salsa mostrou 100% de atividade contra a formação de trombos [coágulos]", afirma a cientista, do Laboratório de Hemostase e Venenos do Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ. O grupo conta com várias colaborações.

Segundo Zingali, a pesquisa mostra que a erva tem um potencial grande contra a trombose, mas ainda existe um caminho grande a ser percorrido para que a salsa possa realmente ser classificada como um alimento funcional (recomendado para uso constante). "Isso já é válido, por exemplo, para um grupo de alimentos feitos com bactérias vivas, que ajudam no funcionamento do trato gastrointestinal do ser humano", diz a pesquisadora.

Sem cura

No caso específico da salsa, diz a cientista, os testes feitos em ratos mostraram que a planta - os nordestinos, que preferem o coentro, talvez tenham de rever suas escolhas - tem uma ação apenas de prevenção da trombose. "O extrato não curou o trombo; ele teve apenas uma ação preventiva", afirma. As análises laboratoriais começavam pela administração via oral do extrato de salsa aos animais. Depois de uma a duas horas da ingestão ocorria o estímulo para a formação dos coágulos, estruturas típicas da trombose (um tipo de entupimento dos vasos sangüíneos). Como a salsa tem substâncias químicas com efeito inibidor de agregação plaquetária, já sabem os cientistas, é que ela age com sucesso contra a trombose. "Um das vertentes, agora, é exatamente tentar isolar essas substâncias químicas presentes na salsa", diz a cientista.

Dito popular

De acordo com Zingali, a salsa usada na pesquisa é a conhecida pela classificação "lisa". Mas, agora, o grupo de pesquisa também vai avaliar o potencial preventivo de outros tipos da erva. "O estudo também mostrou que essa planta tem uma atividade tóxica baixa, o que é muito importante", diz. O indício de que a salsa poderia ter uma atividade de prevenção da trombose vem exatamente da sabedoria popular. É conhecido o ditado de que essa planta "afina" o sangue. Inclusive, vários tipos de chá são feitos com a salsa em certas partes do Brasil exatamente para prevenir a trombose. Mas, segundo Zingali, se as pesquisas comprovarem a importância funcional da salsa no futuro, um controle rigoroso sobre a produção dessa planta deverá ser feito.

Como qualquer alteração climática muda a composição química da planta - e, por conseqüência, pode alterar sua atividade biológica - o princípio ativo da salsa pode também deixar de ter efeito. Talvez, neste caso, isolar os compostos da salsa e fazer com eles uns comprimidos possa ser a saída mais rápida.

Fonte: InvestNews

 

 

Onde encontrar: Chás e produtos naturais estão à venda na www.lojadojardim.com

 

 

voltar ao topo