Curiosidades sobre o solo e seu uso

Todos os solos podem ser cultivados?

Nem toda a superfície do globo pode ser usada para fins agrícolas. Muitos solos não são propícios para o cultivo, principalmente em regiões frias como o Ártico, a Antártida e as montanhas. Outras terras são muito desérticas, altas demais ou pobres em nutrientes. As áreas não aptas representam mais de 60% do continente terrestre.

O problema ambiental mais sério na agricultura é a erosão

A erosão do solo é o fator mais sério de degradação. Em média, 30% da área agrícola já foi degradado em razão deste problema, que é tão grave em algumas regiões, que 2 milhões de hectares por ano deixam de ser produtivos. No Brasil, esse é o fato que mais atinge as ricas terras agriculturáveis dos estados do Sul.

O que afeta a atividade agrícola

Cerca de 40% da produção agrícola se perde por causa de doenças, pragas e ervas daninhas. As pragas são as que mais causam danos, pois seu combate pode ser contraproducente. A utilização de uma imensa variedade de agrotóxicos afeta mais as espécies de insetos e aves que as próprias pragas. Os agrotóxicos também podem ter efeitos muito graves na saúde dos agricultores encarregados de aplicá-los.

Erosão e agrotóxicos

A agricultura em áreas da Mata Atlântica apresenta problemas de erosão, abuso de agrotóxicos, queimadas, poluição e desmatamento. A conseqüência mais visível é o surgimento de buracos em regiões de solo frágil. Pesquisadores apontam como principais soluções a adubação, o plantio direto e o controle biológico, além, da manutenção da biodiversidade.

Desertificação

Cerca de 180 mil Km2 de terras brasileiras a maior parte delas na região Nordeste estão em processo de desertificação só visto no continente africano. O desmatamento desenfreado e as práticas erradas de uso do solo fazem com que a cada minuto, uma média de 12 hectares de terra virem deserto no mundo.

Fonte: Informativo Embrapa Meio Ambiente

volta  ao início desta página